[Fast Tips] Ansible – Validando os Playbook’s antes de executar!

[Fast Tips] Ansible – Validando os Playbook’s antes de executar!

No Fast Tips dessa semana vamos passar uma dica para quem está começando a escrever seus playbooks com Ansible e não sabem como validar quais alterações serão feitas na máquina depois de editar ou criar uma role.

É muito comum hoje em dia depois de fazermos uma alteração em alguma role do Ansible testarmos e validarmos o que a alteração realmente vai modificar no host escolhido e para isso muitas vezes subimos uma outra máquina com as alterações, o que pode gerar custos elevados no final do mês.

Ao invés de subir outra máquinas com as atualizações ou utilizar o Vagrant para validar as alterações, podemos utilizar dois parâmetros que são pouco utilizados no Ansible, mas tem grande valor:

Esse primeiro parâmetro – -check funciona como DryRun na execução do playbook, ou seja, ele simula a execução de todas as roles contidas no playbook no host de destino. Assim conseguimos saber quais tasks modificarão o host de destino e quais tasks não modificarão.

Já o parâmetro – -diff, diferentemente do – -check, não funciona como DryRun, e sim apenas mostra quais são as modificações feitas no host em que o playbook será executado de forma detalhada, ou seja, caso tenha alterado algum arquivo ele mostrará as linhas modificadas, enquanto com o – -check só seria mostrado que há uma alteração para ser feita em determinado arquivo.

Dica: Esses dois parâmetros se tornam ainda mais interessantes quando usados em conjunto!

Façam os testes e deixem nos comentários o que acharam do Fast Tips da semana!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *